O ZEN e as relações pessoais | Monge Genshô

O ZEN e as relações pessoais | Monge Genshô

(…) As relações com as outras pessoas também passam por modificações, porque de repente as pessoas com quem você estava acostumado a conviver não compartilham seus pensamentos e sua maneira de ser. Seus amigos saem para jogar cartas, mas aquilo parece absolutamente vazio, uma atividade sem sentido, se ganhou ou perdeu, tudo é vazio de sentido. Então as pessoas dizem “perdi meus amigos, porque não temos mais os mesmos hábitos, parecem desinteressantes agora”, bom, mas existem pessoas muito interessantes dentro da Sangha, pessoas que já passaram por essa experiência e podem lhe auxiliar.

Mas sobre a questão do sentido da vida é necessário dar um passo a mais. A vida pode parecer vazia de sentidos, mas acontece que você a estava olhando a partir das perspectivas de: eu-meu-minha e enquanto você continuar olhando deste ponto de vista a vida perderá o sentido com grande facilidade. Agora, quando você dá um passo a mais e começa a olhar a vida do ponto de vista de um Bodhisattva fica bem diferente. (…)

Trecho de palestra proferida por Meihô Genshô Sensei, Rio do Sul/SC, 2019.