Nada nos condena para sempre